Quem sou eu

Minha foto

Filósofo por natureza e professor por talento. Bem humorado, profissional, racional. Às vezes ácido, outras vezes irônico e sempre verdadeiro com minhas convicções: essa é minha dádiva pessoal e, ao mesmo tempo, minha maldição social.

29 junho, 2011

Resenha de filme: Entre os Muros da Escola

          Finalizando esse semestre da faculdade de filosofia, gostaria de compartilhar um trabalho que realizei para a disciplina de Didática que me deixou muito feliz. Fiz uma resenha do filme: Entre os Muros da Escola (Entre les Murs, França, 2007).
          Abaixo segue a resenha conforme entregue à professora:

     O filme mostra de modo documental a realidade de uma escola pública francesa de periferia, onde os professores atuam de modo muito convencional e conservador em contradição com os métodos propostos e o projeto pedagógico implantado no sistema de ensino.

     Com alunos desinteressados, colegas pouco preparados e com a função de ser o coordenador pedagógico, a personagem principal é o professor Fançois Marin que busca modificar seus métodos de ensino e vencer os muros impostos pela relação professor-alunos; num segundo momento o vemos tendo dificuldades com a linguagem e a diversidade cultural de sua classe, ainda tendo que vencer os preconceitos impostos também por seus colegas de profissão exemplificados na cena em que se discute sobre os problemas de deportação de um aluno e em seguida alguém estoura champanhe para comemorar a gravidez de uma professora.

     Há uma crítica implícita ao sistema educacional e ao despreparo do professor para lidar com a diversidade e com o novo. O paradigma europeu, colonialista se reflete na tentativa de assimilação dos alunos: o chinês que fala com dificuldades a língua francesa, mas é esforçado em se integrar é considerado bom aluno, já o africano que fala sua língua natal e é questionador é um aluno problema e passível de expulsão.

     Marin parece se importar com suas aulas e com o destino de seus alunos, mas ao mesmo tempo permanece vítima de um sistema de ensino que o calcifica numa teia de ensino incapaz de vencer o muro a muito colocado diante dos alunos. Seus esforços vão aos poucos sendo minados pela turma, por seus superiores e por fim, por ele mesmo, que já não enxerga mais perspectivas para seus alunos problema e sua relação com os alunos se abala.

     No fim do ano, a aluna que quase não aparece no filme ainda declara que acha que não aprendeu nada ao longo do período de aprendizagem, o que nos deixa a impressão de que o filme questiona a validade desses métodos em detrimento de um sistema tradicional; no entanto, podemos justamente entender que o método não é o que está em cheque aqui, mas sim a atitude de professores perante seus alunos, suas culturas, seu contexto social; a experiência didática é questionada como uma experiência de vida, um entendimento das necessidades e da construção de conteúdos integrados aos alunos, eliminando os muros dos quais o filme faz menção velada.

     Cabe analisar essas propostas e implantar um pouco do que se viu na vida prática de professor; preparar-se para enfrentar a sala de aula é um desafio que nossos cursos de licenciatura devem ainda superar, visto que em nossa sociedade o sistema é bem parecido e sem as propostas renovadoras que se insinuam no projeto da escola francesa. A realidade brasileira também não contempla uma diversidade cultural tão grande, mas ao mesmo tempo temos muita diversidade econômica e preconceito racial, social. Se pretendemos ser bons educadores temos que nos preparar para contemplar essas diferenças e ensinar de modo justo, verdadeiro e integrado aos nossos alunos.


          Um filme excelente para quem pretende ser educador, justamente por nos remeter a uma realidade tão familiar em nossas escolas brasileiras: a diversidade. Seja ela cultural, étnica ou religiosa devemos estar preparados para enfrentá-la em toda a sua força.
          Assistam ao filme, reflitam. Boas aulas!

5 comentários:

  1. Oi colega, tudo bem? Muito esclarecedora a sua análise acerca do filme Entre os Muros da Escola, gostei e aprendi muito, parabéns! Nota 10!Um grande abraço!

    Rosaura Miranda!
    Salvador, BA
    rosauramiranda@hotmail.com

    ResponderExcluir
  2. muito enriquecedora sua resenha!
    nota 9,5 para te motivar a fazer mais resenhas de tal qualidade!
    abçs!

    ResponderExcluir
  3. minha professora me pediu um resumo desse filme e eu amei sua resenha a respeito do mesmo, muito obrigada, você me ajudou muito com o meu trabalho. Nota 1000!!!!!!!

    ResponderExcluir